Por que as pessoas colaboram? #02 – Definindo a sua reputação

Já vimos que para estabelecer a confiança em uma plataforma de crowdfunding, é necessário especificar a quantia que será direcionada em cada etapa do projeto, além de outras informações relevantes para reduzir os riscos percebidos. Entretanto, encher a campanha com explicações sobre o projeto apenas, não basta. É bom saber que definindo a sua reputação de maneira eficiente, é fundamental para o sucesso do seu projeto.

Pensando nisso, neste post apresentaremos algumas ideias das quais podem ajudá-lo a levar mais segurança aos futuros colaboradores e valorizar ainda mais as suas estratégias de comunicação. Vamos lá?

Crie uma marca registrada

As grandes personalidades são pessoas lendárias e, muitas vezes, as reconhecemos pelos seus grandes feitos. Por exemplo, assim que você pensa em Malala Yousafzai vai lembrar que, aos 17 anos, ela ganhou o prêmio Nobel da Paz por conta da sua luta a favor do acesso de crianças e jovens à educação.

Quando mencionamos o nome de Harrison Ford, é provável que um dos seus personagens icônicos da cultura pop venham à mente, como Indiana Jones ou Han Solo. E que Stephen Hawking dedicou boa parte da sua carreira à teoria dos buracos negros.

O mesmo acontece com relação aos super-heróis. Associamos o Super Homem à sua incrível força e habilidade de voar, a Mulher Maravilha à sua força indestrutível e Wolverine é sempre lembrado por seu poder de regeneração.

Ainda que não conheça profundamente todas essas personalidades, uma vez que esses nomes são apresentados, é provável que você reconheça tais características. E isso acontece, porque dos seguintes elementos:

  • identidade;
  • origem;
  • causa, luta e missão;
  • habilidade única.

Você tem tudo isso! Todos nós temos uma habilidade específica da qual determina parte da nossa personalidade. Desse modo, ao pensar em você, o público deve pensar nessa qualidade e vice-versa. Parece difícil, levando em consideração que a área de produção de conteúdo mantém milhares de canais semelhantes. Contudo, lembre-se: semelhança não é sinônimo de ser idêntico.

Existem inúmeros canais relacionados à moda, por exemplo. Embora todos os influenciadores ocupem o mesmo segmento, a forma de transmitir o conteúdo é única entre cada indivíduo. E isso faz com que os usuários se interessem mais pelas redes sociais de um em comparação com outro. Com relação aos perfis relacionados a cinema, podcasts, blogs e outros nichos, também acontece do mesmo modo.

Dessa maneira, descubra a sua habilidade única. Talento para oratória, persuasão ou sensibilidade mais aguçada para captar emoção por meio da comunicação verbal, ou artística. Faça dessa habilidade, a sua marca registrada em tudo o que criar!

Definindo a sua reputação

Alguns colaboradores podem não ter convicção nas habilidades dos criadores. Então, não concentre toda a informação apenas no projeto em si. Isto é, por que ele é bom, seus diferenciais e quais os motivos das pessoas colaborarem.

No artigo anterior ressaltamos a importância de detalhar seu roteiro. Entretanto, além de contar os benefícios do projeto, falar sobre os integrantes é fundamental para garantir confiança. Afinal, eles estão depositando uma boa quantia em seu planejamento.

Embora os colaboradores estejam interessados em investir nos projetos, antes de tudo, estão investindo em você. Portanto, não confie apenas na grandeza do seu projeto. Transmita o seu histórico pessoal e reputação.

Não esconda sua vida acadêmica

Em alguns projetos, o grau acadêmico pode desempenhar uma função importante no capital de risco. Por exemplo, dependendo da startup digital da qual está desenvolvendo, é essencial que alguém da equipe de fundadores tenha um grau além da graduação.

Além da graduação em si, ter realizado alguns cursos que favoreçam a área relacionada à categoria da startup também é imprescindível. Lembrando que tudo isso deve ser mencionado no histórico para elevar o nível de confiabilidade dos usuários ao projeto.

Fale sobre os sucessos passados

Alguns colaboradores ainda precisam de uma mãozinha para confiar no projeto de determinados usuários. Se você tem algum histórico comprovado, é sensacional.

Contudo, esse sucesso passado não precisa, necessariamente, ser baseado em financiamento coletivo. Caso você já tenha lançado e concluído um projeto semelhante ao que está promovendo, divulgue!

Independentemente do sucesso passado, os colaboradores exigentes estarão mais propensos a investir nesse estilo de projeto.

Colabore com outros projetos

Você sabia que os próprios criadores, muitas vezes, colaboram com projetos de pessoas que colaboraram com as suas campanhas? Não é uma regra, mas é o grande poder da reciprocidade. Isso também vale para os usuários, de maneira geral, dos quais têm acesso ao número de colaborações que o criador de uma campanha realizou dentro da plataforma.

Dessa forma, por meio da reciprocidade direta, se você investe no projeto de alguém, essa pessoa se sente determinada a devolver o “favor”. Já na reciprocidade indireta, ao colaborar com um financiamento coletivo de um outro criador, outras pessoas tendem a investir na sua ideia.

Uma dica é colaborar com outros projetos antes de criar o seu. Assim, pode garantir confiança através de reciprocidade, seja ela direta ou indireta.

Dá pra observar que definindo a sua reputação na plataforma de financiamento coletivo escolhida, você pode conquistar um ótimo resultado para a sua campanha ou projeto. Curtiu essas dicas? Então continue com a visita em nosso blog, leia agora mesmo o artigo “Por que as pessoas colaboram? #01 – Redução de riscos percebidos” e tenha mais informações para garantir muitos colaboradores para a sua ideia sair do papel!

E não se esqueça de nos seguir nas redes sociais. Estamos no Facebook e no Twitter!